Palavra de vida › 05/11/2019

Palavra de Vida – Novembro de 2019

Movimento Pólen

Palavra de Vida do Mês de Novembro de 2019

“Fazei tudo o que Ele vos disser.” (Jo 2,5)

Esta palavra veio do imaculado Coração de Maria de Nazaré, a Mãe de Jesus.

Estava havendo um casamento em Caná da Galileia. A mãe de Jesus estava lá. Fora convidada para participar da vida de uma nova família que iniciava com uma festa e a presença de Jesus. Qual o motivo desse convite? Parentesco? Amizade? Vizinhança? Reconhecimento por favores prestados? O fato de ser a Mãe de Jesus, que também fora convidado com os seus discípulos? “Também Jesus e seus discípulos foram convidados para o casamento.” (Jo 2 ,2)

O fato relevante da presença de Maria ali é perceber que ela estava atenta a tudo o que acontecia e, se porventura não poderia colaborar em algum serviço. Estando ali como convidada, não ficou indiferente. Caso fosse necessário dar alguma ajuda, podiam contar com ela. Estava ali atenta a tudo o que acontecia e foi a primeira a perceber quando começou a faltar o vinho. Acabar o vinho numa festa de casamento, gerava preocupação, mal-estar, desconforto…

Maria percebeu que o vinho chegara ao fim. Ela, então, aproximou-se de Jesus e lhe disse: “Eles não tem vinho!” Certamente falou isto a meia voz, quase ao pé do ouvido de Jesus. A resposta que Jesus lhe deu pareceu desconcertante: “Mulher, para que me dizes isso? A minha hora ainda não chegou.” (Jo 2,4)

Maria guardou estas palavras no seu coração.

Em seguida foi até as pessoas que estavam servindo os convidados e disse-lhes com muita delicadeza, sem alarde: “Fazei tudo o que o meu Filho vos disser.” (Jo 2,5)

Haviam seis talhas de pedra. No início da festa, estavam cheias de água, destinada às purificações rituais dos judeus. Agora estavam vazias. Em cada uma das seis talhas cabia cem litros. Então Jesus pede aos garçons que as encham de água. Certamente isto deve ter gerado espanto. Não era água que faltava na festa, mas vinho.

Jesus, depois que ouviu a sua mãe, dirigiu-se aos garçons; pediu que esvaziassem as talhas que continham o resto da água da purificação e as enchessem de água pura. Os garçons com grande

docilidade obedeceram ao pedido de Jesus. “E eles as encheram até à borda.” Em seguida, Jesus disse- lhes: “Agora tirai um pouco de cada talha e levai ao encarregado da festa.” E eles levaram. O encarregado da festa provou da água mudada em vinho; sem saber de onde viera, embora os garçons que tiraram a água o soubessem. Então chamou o noivo e disse-lhe: Todo mundo serve primeiro o vinho bom e quando os convidados já beberam bastante, serve o menos bom. Tu guardaste o vinho bom até agora.”

Este foi o início dos sinais; Jesus o realizou em Caná da Galileia. Manifestou sua glória e os seus discípulos creram nele.” (Jo 2,11)

Vamos, neste mês de novembro, cultivar nossa atenção na presença de Jesus em todos os acontecimentos que tivermos a graça de participar: nos ambientes como a nossa casa, casas de família, colégio e outros ambientes de estudo, ambientes de trabalho, ambientes de lazer, ambientes de celebrações litúrgicas, o cemitério no dia de Finados…

Certamente, Nossa Senhora também estará como em Caná da Galileia e dirá a nós: “Fazei tudo que Ele vos disser.” (Jo 2,5)

 

Pe. Pedro A. Martendal

Diretor Espiritual

Palavra de Vida Novembro 2019 ← Para baixar clique aqui

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.