Palavra de vida › 01/05/2018

Palavra de Vida – Maio de 2018

“Todos os que abraçavam a fé viviam unidos e possuíam tudo em comum.” (At 2,44)

A fé, a qual se refere São Lucas, autor do livro “os Atos dos Apóstolos”, é a acolhida que se dava à Boa Notícia da Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. Abraçar a fé era crer em Cristo Ressuscitado; em tudo o que ele havia ensinado e feito: Era crer que Jesus venceu o pecado, as perseguições e a morte. Era crer que Ele está vivo e caminha conosco.

A fé em Cristo Ressuscitado tinha consequências extraordinárias na vida dos que acreditavam.

“Todos os que abraçavam a fé viviam unidos e possuíam tudo em comum.” (At 2,44)

Aderir de mente e de coração a Jesus Cristo Ressuscitado tinha consequências na vida e na missão dos que abraçavam está fé.

Além de viverem unidos e terem tudo em comum, foram agraciados com o Dom do Espírito Santo, cinquenta dias, depois da ressureição de Jesus.

O Divino Espírito Santo acolhido também pelos Apóstolos e Maria Santíssima no Cenáculo de Jerusalém, cinquenta dias depois da Ressurreição de Jesus, deu-lhes muitos dons: a sabedoria, o entendimento, a ciência, a fortaleza, o conselho, a piedade e o temor de Deus.

“Todos os que abraçavam a fé viviam unidos e possuíam tudo em comum.” (At 2,44)

O Apóstolo Pedro, tomado de coragem, sabedoria, ciência inaplicáveis, num homem que até aquele dia era rude, humilde pescador no Mar da Galileia, …fica de pé, levanta a voz e fala a multidão, que se reúne diante do cenáculo com grande interesse em saber o que estava acontecendo. Pedro esclarece:

“Jesus, que vós matastes, ressuscitou. Nós, os Apóstolos somos testemunhas.” (At 2,32). “E agora derramou o Espírito Santo, que fora prometido pelo Pai, como estais vendo e ouvindo” (At 2,33)

“Todos os que abraçavam a fé viviam unidos e possuíam tudo em comum.” (At 2,44)

Com a vinda do Espírito Santo, começaram as conversões, em grande número. Muitos perguntam ao Apóstolo Pedro: “Irmão, o que devemos fazer? Pedro respondia: “Convertei-vos e cada um seja batizado em nome de Jesus Cristo, para o perdão dos vossos pecados. E recebereis o dom do Espírito Santo…” (At 2, 37-38)

Os que se convertem sentem o impulso para viver em comunidade. “São perseverantes em ouvir o ensinamento dos Apóstolos; na comunhão fraterna; na fração do pão e nas orações. Apossava-se de todos o temor, e pelos apóstolos realizavam-se numerosos prodígios e sinais.” (At 2,42-43)

“Todos os que abraçavam a fé viviam unidos e possuíam tudo em comum.” (At 2,44)

Pedro e João subiram ao templo para a oração das três horas da tarde. Nesse momento, traziam lá um homem, coxo de nascença, que todos os dias era colocado na porta do templo chamada Formosa, para pedir esmolas aos que entravam. Quando viu Pedro e João entrarem no templo, o homem pediu uma esmola. Pedro olhou bem para ele e disse: “Olha para nós!”

Pedro então disse: Não tenho ouro nem prata, mas o que tenho eu te dou; em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda!(At 3,1-6)

Na mesma hora ele começou a andar.

“Todos os que abraçavam a fé viviam unidos e possuíam tudo em comum.” (At 2,44)

 

Pe. Pedro Adolino Martendal

Diretor Espiritual

________________________________ 

Oração do Papa Francisco pelos jovens

Senhor Jesus, a tua Igreja a caminho do Sínodo dirige o olhar a todos os jovens do mundo. Pedimos-te que, com coragem, assumam a própria vida, olhem para as realidades mais bonitas e mais profundas e conservem sempre um coração livre. 

Acompanhados por guias sábios e generosos, ajuda-os a responder à chamada que Tu diriges a cada um deles, para realizar o próprio projeto de vida e alcançar a felicidade. Mantém aberto o seu coração aos grandes sonhos tornando-os atentos ao bem dos irmãos. 

Como o Discípulo amado, também eles permaneçam ao pé da Cruz para acolher a tua Mãe, recebendo-a como um dom de ti. Sejam testemunhas da tua Ressurreição e saibam reconhecer-te vivo ao lado deles anunciando com alegria que Tu és o Senhor. 

Amém!

 

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.