Palavra de vida › 03/08/2018

Palavra de Vida – Agosto de 2018 – Mês Vocacional

“Não digas: Eu sou um menino. Porque irás a todos a quem Eu te enviar; e falarás tudo quanto eu te ordenar.” (Jr 1,7)

    Quando se preparava a Jornada Mundial da Juventude que aconteceu em Madrid (Espanha) em 2011, já havia sido preparado um livro que estava destinado a ser o Catecismo Jovem da Igreja Católica. Depois de aprovado o texto original deste catecismo pela Congregação para a Doutrina da Fé, pela Congregação para o Clero e pela Pontifícia Congregação para os Leigos, solicitou-se uma carta do Santo Padre o Papa Bento XVI. Ao final desta carta que motiva os jovens à leitura e ao estudo do Catecismo Jovem – Youcat – Bento XVI escreveu: “Quando Israel se encontrava na situação mais profunda da sua história, Deus não pediu ajuda aos grandes ou aos notáveis, mas a um jovem chamado Jeremias. Este pensou ter-se tratado de um exagero: “Ah, Senhor Deus! Não sei falar porque ainda sou um menino” (Jr 1,6). Deus, porém não ficou desconcertado: “Não digas: Eu sou um menino. Porque irás a todos a quem Eu te enviar; e falarás tudo quanto eu te ordenar.” (Jr 1,7).” E Bento XVI, concluiu: “Dou-vos a minha benção e oro a cada dia por todos vós”.

   Em breve, no mês de Outubro, vai haver em Roma o SÍNODO sobre a juventude, depois de dois anos de preparação (diálogo da Igreja com jovens de todo o mundo, orações da Igreja e outros encontros de jovens sobre temas relevantes da vida do jovem, hoje tais como:

  1. como o jovem se vê hoje?
  2. como acontece a fé religiosa no jovem, hoje?
  3. como o jovem trata atualmente do discernimento vocacional?)

   Neste grande contexto do SÍNODO sobre a juventude, como viver a nossa Palavra de vida?

“Não digas: Eu sou um menino. Porque irás a todos a quem Eu te enviar; e falarás tudo quanto eu te ordenar.” (Jr 1,7)

   São muitas as orações vocacionais escritas nos últimos anos, para abrir os corações de quem as rezar ao chamado de Deus para a missão que Deus propõe a quem Ele chamar. Proponho a oração sacerdotal escrita pelo Padre Vilmar Adelino Vicente e distribuída como lembrança da sua ordenação sacerdotal, naquele distante dia 30 de junho de 1990, na Catedral Metropolitana de Florianópolis de Florianópolis, SC.

  ORAÇÃO SACERDOTAL

Ó Deus, que fizeste do Vosso Filho Unigênito, Sumo e Eterno Sacerdote, dai ao Vosso filho que foi escolhido para o ministério sacerdotal:

* Fidelidade no amor à missão que recebeu;

* Coragem de lutar pela causa da verdade;

* Doação na construção do Reino de Justiça;

* Sabedoria na opção preferencial pelos pobres;

* Esperança na sociedade da partilha dos bens;

* Discernimento do Espírito nos desafios da história;

* Luz nos caminhos dos preceitos evangélicos;

* Mansidão e bondade com todas as pessoas;

* Empenho na construção da verdadeira paz;

* Zelo pela Palavra que liberta as pessoas na fé;

* Fortaleza no serviço ao Povo de Deus;

* Amor a Igreja que caminha na história;

* Alegria da certeza do Reino Definitivo;

   Nós Vos pedimos ó Pai, que a Vossa Providência vele os seus passos, que a Vossa Vontade seja a sua bússula, a fim de que identifique o Vosso Filho em cada pessoa, amando-as no silêncio e na simplicidade, mais por gestos que por palavras, sendo assim sinal e instrumento do Reino de Verdade e de Justiça, de Alegria e de Paz, prolongando hoje o mistério pascal do Senhor, como Maria Mãe de Jesus, para que todos vivam a Unidade na diversidade, até que o Senhor venha!

   E tendo assim derramado com a abundância de Vossa Graça os dons do Espírito Santo, o seu coração seja renovado no espírito de santidade, para o bem da Igreja e de toda a humanidade, produzindo frutos que permaneçam por toda eternidade. Amém!

 

 “Não digas: Eu sou um menino. Porque irás a todos a quem Eu te enviar; e falarás tudo quanto eu te ordenar.” (Jr 1,7)

                                     

Pe. Pedro A. Martendal

Diretor Espiritual

 

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.