Palavra de vida › 17/02/2020

Palavra de Vida – Janeiro e Fevereiro 2020

Movimento Pólen

Palavra de Vida dos Meses de Janeiro e Fevereiro de 2020

“Felizes os misericordiosos porque alcançarão misericórdia.” (Mt 5,7)

Felicidade é o desejo mais profundo que todo ser humano descobre no seu coração.

Ser felizes é o que todos queremos ser.

Jesus propõe a felicidade para todos com o ideal possível de ser conquistado e realizado, a partir de dentro de si mesmo. São as bem-aventuranças do Sermão da Montanha. Ao propor a felicidade, Jesus está propondo a santidade.

No Alto da Montanha das Bem-Aventuranças, Jesus, nosso Divino Mestre, mostra-nos os caminhos da felicidade de todo ser humano que aspira ser feliz e que são também os caminhos da santidade, como participação da santidade de Deus. “Sede santos, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo. (Levítico 19,2)

No encontro que Jesus chamou os Apóstolos a terem com Ele no Alto da Montanha, falou-lhes de diversos caminhos que sobem à Santidade; a mais plena Bem-Aventurança, à Felicidade semelhante à de Deus.

1.Vendo as multidões, Jesus subiu à montanha e sentou-se. 2.Os discípulos aproximaram-se e Ele começou a ensinar: 3.Felizes os pobres no espírito, porque deles é o Reino dos Céus.

4.Felizes os que choram, porque serão consolados.

5.Felizes os mansos, porque receberão a terra em herança.

6. Felizes os que tem fome e sede de justiça, porque serão saciados.

7. Felizes os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.

8. Felizes os puros no coração, porque verão a Deus.

9. Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus.

10. Felizes os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus.

11. Felizes sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós por causa de mim. 12. Alegrai-vos e exultai, porque é grande a vossa recompensa nos céus. Pois foi deste modo que perseguiram os profetas que vieram antes de vós.

“Ao longo da história da Igreja, muito se falou sobre a santidade. Inúmeros tratados foram escritos no intuito de orientar os féis a alcançá-la. Não raro, associaram-na com a perfeição daqueles que não cometiam erros e, com frequência, anunciava-se que a santidade estava acessível somente àqueles que entregavam suas vidas inteiramente à contemplação nos mosteiros e desertos, de forma a criar um antagonismo entre a cotidianidade da vida e a busca pela santidade.

Ainda bem que, pouco a pouco, a reflexão foi se expandindo no sentido de demonstrar que a santidade está acessível a todos aqueles que se põem na busca da vivência e promoção do amor na Terra”

“Em nossos dias é muito válido recordar que a santidade não é privilégio de um grupo especial ou de uma elite da Igreja.”

“Todos somos chamados a ser santos, vivendo com amor e oferecendo o próprio testemunho nas ocupações de cada dia, onde cada um se encontra” (Papa Francisco)

“Sede santos, porque eu, o Senhor vosso Deus sou santo.” (Lev. 19,2)

Pe. Pedro A. Martendal

Diretor Espiritual

Palavra de Vida Jan e Fev 2020 Dowload aqui

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.